Índice Direcional Médio (DMI)

Mateus Lana -

O indicador Índice Direcional Médio, ou DMI (do inglês, Directional Movement Index) é utilizado para determinar se um ativo está em uma tendências de alta ou baixa, por meio da linhas +DI e –DI. 

Seu conceito é baseado na ideia de que, em uma tendência de alta, o maior preço de hoje será maior do que o maior preço de ontem. O contrário ocorreria em uma tendência de queda, onde espera-se que o menor preço de hoje seja mais baixo do que o menor preço de ontem. O DMI é um indicador de análise técnica clássica.

Em outras palavras, independente da trajetória, a expectativa é de que o presente repita a tendência passada só que mais acentuada, tanto para baixo quanto para cima. As duas linhas deste indicador  oscilam entre 0 e +100, e são: 

  • +DI (Movimento Direcional Positivo): é a diferença entre a máxima de hoje e a máxima de ontem
  • -DI (Movimento Direcional Negativo): é a diferença entre a mínima de hoje a mínima de ontem

Quanto maior o valor mostrado por cada uma das linhas, mais forte será a indicação da tendência, em geral valores a cima de 40 já são uma indicação bastante forte, sendo raro as linhas ficarem muito acima disso. 

Na prática o investidor pode utilizar o Índice Direcional Médio para determinar o momento de compra e venda. Em sua regra mais básica:

  • Sinal de Compra: é gerado quando a linha +DI cruza para cima da linha –DI (indicando uma tendência de alta)
  • Sinal de Venda: é gerado quando a linha +DI cruza para baixo da linha -DI (indicando uma tendência de baixa)

No cálculo deste indicador o movimento interno das barras não são computados e o resultado também pode ser zero quando a variação do preço atual está contida na variação do dia anterior, ou quando ocorre intervalos de negociação iguais consecutivos. 

Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

0 Comentários

Por favor, entre para comentar.
Powered by Zendesk