Como o ajuste dos preços históricos é feito?

Mateus Lana -

No Bússola do Investidor, os históricos são ajustados para remover os falsos gaps gerados por desdobramentos, agrupamentos, dividendos, juros e outras distribuições. Para uma explicação mais detalhada, veja o artigo Ajuste de Preços Históricos de Ações para Dividendos, Juros e Desdobramentos.

Se uma ação sofreu um desdobramento, o histórico é ajustado para evitar falsos gaps em nosso gráfico. Note que sem o devido ajuste, não seria correto utilizar este histórico de preços para fazer análises, os indicadores dariam falsos sinais de venda.

Em um desdobramento 2 para 1, por exemplo, os preços históricos antes da divisão são divididos por 2, enquanto o Volume é multiplicado por 2, de modo que as barras antes da divisão alcancem suavemente as barras pós divisão.
 
Esta lógica vale também para os ajustes por agrupamentos, porém de maneira invertida: multiplica-se o preço e divide-se o volume.
 
O ajuste de pagamento de dividendos e juros sobre capital próprio também é realizado. Apesar de os gaps em geral serem bem menores, estes também resultam em sinais falsos. Deste modo, garantimos que os movimentos vistos em nossos gráficos são causados somente por forças de Mercado, que são justamente os movimentos que a análise técnica e a análise fundamentalista desejam identificar.
 
Enquanto estes ajustes são fundamentais para análises, eles podem levar a algumas confusões por parte dos investidores em algumas circunstâncias:
  • Nosso preço histórico não pode ser utilizado para determinar o preço absoluto de compra e venda de uma ação em determinado momento.
  • Nosso histórico está diferente de históricos não ajustados em outras fontes.
  • Ajustes podem alterar os valores de pontos de reversão.
 

Exemplo de Ajuste de Preço para Dividendos:

Uma ação valendo R$ 40, paga R$ 2,00 em dividendos e por isso, no início do dia seguinte a ação abre valendo R$ 38. A menos que os preços anteriores sejam ajustados, o gráfico mostrará um gap de R$ 2,00.
 
Para calcular o fator de ajuste, basta subtrair R$ 2 de R$ 40, e dividir o resultado (R$ 38) por $ 40. Resultando em 0.95. Então, todos os preços anteriores são multiplicados por 0.95, tornando-os compatíveis com o valor atual.
 
Note que no caso de desdobramentos, o fator de ajuste é calculado dividindo o número inicial de ações pelo número final. No caso de um 2 para cada 1, teremos os preços multiplicados por 0,5 (1/2).
Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

0 Comentários

Por favor, entre para comentar.
Powered by Zendesk